Responsabilidade Social

Amigos em Ação

Entidades Beneficiadas em 2016

LAR TORRES DE MELO

O Lar Torres de Melo (Ex-asilo de mendicidade do Ceará) é uma Instituição Filantrópica de Utilidade Pública, fundada em 10 de Agosto de 1.905 pela maçonaria.

Seu principal objetivo é de prestar assistência integral a idosos carentes, a partir de 60 anos em regime de internato.

Seu atual presidente é o Gal. Fco. Batista Torres de Melo.

Durante mais de três décadas José Ramos Torres de Melo pai do Gal. Fco. Torres de Melo exerceu gratuitamente a presidência dessa entidade.

Motivados pelo espírito de fraternidade e solidariedade, a maçonaria e a família Torres de Melo entendem que os problemas sociais devem ser compartilhados e amenizados através de parcerias com todos os segmentos da sociedade.


ESCOLA DE TRABALHO OFICINA DO SENHOR

A Oficina do Senhor é uma associação ligada a Comunidade Católica Face de Cristo, esse projeto é dedicado à prestação de serviços essenciais de assistência social, saúde, cultura e formação religiosa para crianças e adolescentes carentes, moradores dos bairros Papicu, Cidade 2000, Cocó, incluindo as seguintes áreas de risco social: Favelas Pau Fininho, Gengibre, Barreiro da Cid. 2000, Placas, Brahma, Verdes Mares e Areias mediante as seguintes atividades:
  • Desenvolver artes manuais e atividades recreativas e culturais para crianças e adolescente;
  • Oferecer reforço escolar para crianças até 11 anos;
  • Oferecer catequese; formar grupos de oração; promover ação evangelizadora na escola e na família;
  • Oferecer à alfabetização de adultos (pais, mães e avós) da comunidade sem escolaridade;
  • Oferecer atendimento, orientação e aconselhamento nas áreas psicológica e espiritual;
  • Realizar cursos de iniciação e capacitação profissional para jovens e adultos;
  • Oferecer cursos de artesanato para crianças e adolescentes;
  • Oferecer cursos de capacitação profissional para jovens e adultos;
  • Proporcionar atendimento na área de saúde;
  • Promover eventos comemorativos de datas no calendário cívico, social e religioso.

Sua atual diretora é a Sra. Célia Nóbrega.


HOSPITAL DA MISERICÓRDIA DE FORTALEZA

Em 1.851 devido a uma grande epidemia de febre amarela, a construção da Santa Casa é iniciada, mas esteve sempre ameaçada de ceder lugar ao Liceu a ser fundado, ora a Biblioteca Pública, que ainda não tinha sede.

Sendo precário o estado sanitário de Fortaleza, embora ainda não estivesse concluída a construção, foram abertas duas enfermarias da Santa Casa aos doentes mais carentes, que logo ficaram lotadas. Ainda em janeiro de 1.857, o Presidente Província, Paes Barreto, cede as salas e enfermarias para o Liceu, que permanece ali até 1.861, quando só então ocorre a inauguração formal da Santa Casa.

A Santa Casa foi construída inicialmente com recursos públicos fornecidos à Província, mas o seu funcionamento não era prioritário, sendo o funcionamento da Biblioteca e do Liceu priorizados no momento, devido a uma pressão da intelectualidade e das famílias abastadas, que desejavam ver seus filhos estudando em Fortaleza e não mais se deslocando para outras regiões.

Ao iniciar-se o século XX a Santa Casa de Fortaleza, apesar das dificuldades financeiras, prosseguiu empenhada, visando o melhoramento da trágica situação de saúde do povo cearense. Devido a grande calamidade pública que foi a seca de 1.915 a Santa Casa passou a atender a uma grande massa de retirantes. Dez anos depois, a Santa Casa passou a se firmar como um hospital de alta tecnologia, ao ser o pioneiro no Estado, na introdução do serviço de radiologia ao inaugurar no dia 29 de junho de 1.925 o primeiro aparelho de raio x.

Até o ano de 1.932, Fortaleza não dispunha de socorro de urgência. Pelo espaço de 4 anos funcionou na Santa Casa o primeiro serviço de urgência, quando em setembro de 1.937 foi inaugurado o Pronto Socorro Dr. José Ribeiro Frota.

Na década de 70 a Santa Casa passou por modificações em seus estatutos, quando se desligou da gestão da Diocese de Fortaleza, tornando-se a maior escola prática de medicina no Ceará, onde passou a oferecer ao estudante de medicina, ao médico e a todos os profissionais de saúde uma aprendizagem das mais significativas até hoje. Nos anos 80 a Santa Casa passou a integrar um modelo de atendimento médico baseado no Sistema Único de Saúde - SUS, e como um hospital filantrópico, passou a sofrer todas as consequências que a saúde pública vem atravessando em nosso país.

O Dr. Luiz Gonzaga Nogueira Marques é o atual provedor da Santa Casa.


RECANTO DO SAGRADO CORAÇÃO

A história do Recanto do Sagrado Coração tem suas origens fundadas no trabalho desenvolvido pelas irmãs Vicentinas, as quais em 02 de novembro de 1917, criaram o Dispensário dos Pobres do Sagrado Coração de Fortaleza, associação civil e religiosa, de direito privado e caráter formativo/assistencial, sem fins lucrativos, sediada na avenida da Universidade 3106 - Benfica, Fortaleza-CE, Inscrita no CNPJ 07.370.422/0001-06.
O Dispensário dos Pobres, desde o início, manteve um caráter beneficente, visando resgatar a dignidade da pessoa humana através da promoção integral, visto que a sua atividade social tem sido sempre de acordo com as necessidades dos mais necessitados.
Numa trajetória de mais de oito décadas de serviços em favor dos pobres, o Dispensário já prestou diferentes modalidades de serviço sob a direção das Senhoras Católicas, assistindo a velhice abandonada, através de distribuição de viveres, remédios e visitas domiciliares.
No final da década de 1920, as Filhas da Caridade, assumiram as obras sociais do Dispensário, dando continuidade a ação caritativa, levando às famílias não só ajuda material, mas o conforto de sua presença amiga e da palavra orientadora para suas vidas.
Como necessidade imperiosa, as Irmãs se dedicaram também ao serviço de Educação às crianças carentes, abrindo uma Escolinha para acolher as netas das idosas que eram atendidas no Dispensário. A Escolinha funcionou até 1998 e encerrou suas atividades por falta de recursos.
Em 1998, com o fechamento da Escolinha, no dia 28 de Agosto, o serviço dos pobres assumiu outra modalidade: a criação de abrigamento para assistir a velhice desamparada, finalidade de suas origens, de forma material e espiritual, procurando ofertar melhores condições de vida nesta fase etária.
Hoje o Recanto Sagrado Coração de Fortaleza, desenvolve o Projeto "A Arte de Envelhecer", cujo objetivo é proporcionar qualidade de vida a 30 (trinta) senhoras em regime de abrigamento, com faixa etária acima de 60 anos, oriundas de vários locais, municipal e Estadual. Além disso, realiza trabalhos com pessoas em situação de rua através do Projeto "Globalização da Caridade", visando proporcionar, diariamente, atendimento a 130 (cento e trinta) beneficiários, dos quais 90% são do sexo masculino e acessam local para banho, lavanderia, oficinas profissionalizantes e alimentação material e espiritual. Ademais, como extensão deste trabalho, foi fundada uma comunidade Terapêutica em Aquiraz-CE, que desenvolve o Projeto Novos Céus Nova Terra atendendo cerca de 30 homens, com idade acima de 18 anos, que buscam reabilitação para a situação de drogadição.
A obra do Recanto do Sagrado Coração é genuinamente Vicentina, por isso goza da mesma estima e doação daqueles que caminharam até o momento com sua ação caritativa. Cumpre acrescentar que a partir de 20/06/2012, o Dispensário dos Podres mudou sua razão social para Associação de Assistência Social Catarina Labouré, cujo nome fantasia é Recanto do Sagrado Coração.

MISSÃO

Promover o desenvolvimento humano através de ações de caridade e assistenciais para a velhice desamparada e proporcionar a população que vive nas ruas, oportunidade para retorno a uma moradia com dignidade.

VISÃO

Ser reconhecida como uma instituição assistencial civil proativa, eficaz, transformadora da realidade social, acessível ao cidadão, promotora dos direitos fundamentais e dos interesses sociais voltados para o idoso e para a população em situação de rua. A Irmã Josenira da Silva é a atual Diretora.


FUNDAÇÃO RAIMUNDO FAGNER

Nossa Missão

"Promover o crescimento integral do ser humano, relacionando desenvolvimento e aprendizagem, cultura e educação. Investindo na formação de gerações futuras dos jovens e acreditando que estes sejam capazes de transformar suas realidades".
A Fundação Raimundo Fagner foi criada em abril de 2000 na cidade de Orós, numa iniciativa do cantor e compositor Raimundo Fagner que, preocupado com o contexto de pobreza e exclusão social das famílias do município, resolve investir na educação complementar para o desenvolvimento de 200 crianças e adolescentes na faixa etária de 7 - 17 anos, em situação de risco social, matriculados na rede pública de ensino.
Iniciou suas atividades em parceria com a Fundação Banco do Brasil/Programa AABB Comunidade. A partir de 2003, com a implementação da Fundação na periferia de Fortaleza e a conquista de novos parceiros financiadores, decidiu-se pelo fortalecimento das ações da entidade através do Projeto Aprendendo com Arte, com foco na música. A realização de cursos de sensibilização nas áreas da arte e a utilização de novas abordagens pedagógicas e metodológicas fazem com que as 400 crianças e adolescentes participantes do projeto apresentem como resultado das atividades desenvolvidas os Grupos de Flautas, os Grupos Vocais, o Grupo de Violão, os espetáculos O Bumba-Meu-Boi da Fundação, Romeu e Julieta - de William Shakeaspeare, Os Jesuítas e sua Música para a Catequese e Siará Grande, além dos Grupos de Capoeira e Percussão constituídos. Oferece ainda ferramentas que contribuem para o desenvolvimento humano através do fortalecimento de aspectos relacionados a educação formal, como o incentivo a leitura; atividades orientadas para o desenvolvimento da criatividade e relacionamento grupal; integração de atividades pedagógicas as ações de saúde; ações de cidadania e de fortalecimento das relações familiares.
O Projeto conta com diversos espaços destinados ao desenvolvimento das ações culturais e educativas, abaixo relacionados:

Fortaleza:
Um espaço com 7.000 m² de área, adaptado especialmente para o desenvolvimento das atividades a que se propõe a Fundação, situado no bairro Parque Itamarati, na periferia de Fortaleza, bairro populoso e carente de equipamentos públicos que possam prestar esse tipo de atendimento. Dispõe de salas de aulas equipadas (música - flauta, violão, coral, percussão e história da arte), dança (capoeira, danças folclóricas), artes plásticas, salas de som e vídeo, acompanhamento da leitura e da escrita, literatura, laboratório de informática(informática básica, musica e tecnologia), além de piscina, campo de futebol, e áreas de lazer. Abriga ainda a exposição Raimundo Fagner - Vida e Obra, constando o acervo de 30 anos de carreira do cantor e compositor Raimundo Fagner - Presidente da Fundação.
Orós:
Um espaço de 3.100 m², com quadras poliesportivas, de futebol, vôlei, tênis, piscina, salas de atividades artísticas e educacionais, laboratório de informática(informática básica e projeto canteiros musicais) biblioteca e videoteca.

A Sra. Tereza Cristina Tavares Gondim é a atual Diretora.


Busca de Imóveis















Refine sua busca: